“The great marriages are partnerships. It can’t be a great marriage without being a partnership.” — Helen Mirren

Muitos brincam que o relacionamento de VCs com as startups é como um namoro, que, com a efetivação do investimento, se torna um casamento.

Apesar de parecer uma brincadeira, vejo muita verdade nisso.. Por quê? Porque num namoro você busca conhecer a pessoa, saber se tem valores parecidos com os seus e se realmente é uma parceria que daria frutos. Em VC não deixa de ser diferente.

Como a prática deliberada, a motivação, a orientação e um ateliê podem lhe ajudar a chegar à excelência.

Photo by Jess Bailey on Unsplash

Discutimos recentemente aqui na Astella, o livro “The Talent Code”. O escritor, Daniel Coyle, é um jornalista, estadunidense, que passou 14 meses conhecendo e explorando lugares que tinham em comum o fato de serem nascentes de talentos.

Após esses meses de investigação e descobertas, Daniel percebeu algumas congruências no modo em que esses lugares agiam, em relação a aprendizado e criação de habilidades, e as resumiu em 3 elementos fundamentais: a prática deliberada (deep practice), a motivação (ignition) e a orientação (master coach).

Segundo Coyle, esses 3 elementos, apesar de existirem separadamente, precisam andar juntos para que o processo seja…

Isabella Passos

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store